"Não precisa ser lido.Mas necessita ser escrito!"

segunda-feira, dezembro 27, 2010

Seres Humanos,

capazes de compreender o abstrato, entender seus objetivos, e melhor que isso, o subjetivo dos 'outros'.
O ser humano é capaz de amar e odiar ao mesmo tempo, capaz de se decpicionar e continuar acreditando, se arrepender e continuar errando.
O ser humano é isso, eu sou isso! Essa que se olha no espelho e consegue enxergar os mais misteriosos sentimentos, excolher a solução para o seu maior dilema, e se esta não for a certa, faze-la ser.
O ser humano é esse, que procura ser bem ou mau e não ficar no absmo chamado mediocridade que há entre eles. Ninguém deve ser chamado de mediocre, pois cada um sabe o esforço que faz para ser quem é.
E nós somos esse esforço,
o suor que pinga do rosto da gente, quando arduamente trabalhamos por necessidade e/ou por prazer, quando gritamos com as nossas almas algo que queremos, quando sentimos prazer, quando fazemos esforços, esse suos é o ser humano.
O ser humano é essa loucura, essa paixão, essa dedicação, o ser humano é essa expressão tão violenta, sincera e integral, sem medo e sem vergonha de transparares, transpiras, exalar o que somos por dentro, de dentro para fora,
O ser humano é isso, é osso, são esses!
O resto, nada mais são que corpos.
Os corpos são o oposto dos seres. Não que nós não tenhamos defeitos, mais aí que esta o trunfo do ser humano, os defeitos são espostos, e a luta constante pela mudança é que nos faz ser quem somos e termos orgulho disso;
Ser corpo é ser vázio, é ter vergonha em tempo integral de si, de quem poderia ser.
Ser corpo, nada mais é que não ser!

Nenhum comentário:

Postar um comentário